Vem,
Te direi em segredo
Aonde leva esta dança.

Vê como as partículas do ar
E os grãos de areia do deserto
Giram desnorteados.

Cada átomo
Feliz ou miserável,
Gira apaixonado
Em torno do sol.

Jalal al-Din Husain Rumi - Poema Sufi

Faltam-te pés para viajar?

Viaja dentro de ti mesmo,

E reflete, como a mina de rubis,

Os raios de sol para fora de ti.

A viagem conduzirá a teu ser,

transmutará teu pó em ouro puro.

Morgenstern?! Ao final do Blog!


quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Somos a Ópera Cósmica agora!!!


Há informação sobre Betelgeuse nas falas dos intervenientes?! Estamos na opera cosmica :D
"Mas isso eles não podiam saber, porque esses seres, essas entidades, controlam os deslocamentos espaço-temporais mas nesta Dimensão.
Eles não podiam perceber que a Luz que é emitida pelo cinturão de Órion e, em particular, por Betelgeuse, iria chegar sobre a Terra.

Sobretudo não durante a mesma época que a Cruz.
Tudo isso chega ao mesmo tempo.
É uma ópera cósmica que vai se apresentar, com intervenção da Confederação Intergaláctica da Luz, e também com a intervenção das irradiações cósmicas que vocês chamaram a Onda Galáctica, que vem, se querem, juntar-se à irradiação de Betelgeuse, à irradiação de Alcyone, à influências gravitacionais da Cruz e às influências gravitacionais de Hercobulus.

Tudo isso vai se encontrar a partir deste verão (inverno no hemisfério sul)." O.M.Aivanhov, 16 de maio de 2010

"Questão: qual é o raio que parte de uma zona da Ursa Menor e se dirige para a Terra?

Então, isso faz parte do que disse Miguel.
Vocês sabem que há vários ciclos de irradiação da Luz que devem chegar a esse sistema solar, em sua totalidade.

Há diferentes irradiações que, doravante, estão totalmente ativas e vão se amplificar, mas eu diria, antes, se magnificar, nas semanas e nos dias que vêm.

Nós havíamos falado já de Betelgeuse.
Nós havíamos falado do Centro Galáctico.
O Arcanjo Miguel disse que a Luz ia chegar do Céu e da Terra.
É exatamente o que se produz." O.M.Aivanhov, 9 de abril de 2011

" Questão: como, a partir de hoje, vai organizar-se o planeta grelha?

Isso, é preciso perguntar à Terra e ao Sol, porque no planeta grelha, há vários elementos que intervêm.
Há, ao mesmo tempo, o que vocês chamam de irrupções solares, há irradiações gama que vêm de um lugar preciso, que é chamado a constelação de Órion (e, em especial, de Betelgeuse).
Há, também, irradiações gama, que vêm de outras constelações e, em especial, no que é nomeado o Ophiucus [Serpentário] (a décima terceira constelação).
Tudo isso vai conjugar-se, a um dado momento, em que corpos planetários vão chegar.

Mas, agora, isso é, também, função da resposta da Terra, porque o Sol e a Terra estão em ressonância permanente, em afinidade.
Não é preciso crer que seja unicamente o Sol que age sobre a Terra.
Os planetas, também, agem sobre o Sol." O.M.Aivanhov, 11 de abril de 2012

VEJAMOS... o que escapou para agora sobre a Estrela Betelgeuse (ela é um marcador importante da chegada da Luz), independente de "suposições de datas", pois ninguem sabe a hora ou o dia, mas não é daqui a dez anos, é para agora, como enfatizam varios testemunhos das transformações do Sistema Solar (inversão de pólos e altas ejeções solares) e da Terra (mudanças drasticas do clima, acordar de vulcões e muitos terremotos):
 

"Estrela Betelgeuse pode colidir com gigantesca muralha cósmica

 
Parece que tudo pode acontecer com Betelgeuse, a enorme estrela vermelha localizada em um dos vértices da constelação de Órion. De acordo com novos estudos, a estrela poderá se chocar com uma enorme parede de fragmentos que nem os pesquisadores sabem ao certo de onde vem. 
  Uma nova imagem do Observatório Espacial Herschel, da Agência Espacial Europeia, revelou que a velha estrela está localizada muito próxima de uma verdadeira barreira espacial, que segundo algumas teorias é o resultado do material ejetado durante a fase anterior da evolução da própria estrela. 


No entanto, as novas cenas registradas pelo telescópio Herschel revelam que a muralha pode ser um objeto independente ligado ao campo magnético da galáxia ou então ser a borda de uma nuvem interestelar que está sendo iluminada por Betelgeuse. 

Discussões teóricas à parte, os pesquisadores sustentam que se essa verdadeira muralha for de fato um objeto independente, estaria então em rota de colisão com as camadas externas já ejetadas pela estrela, contato que aconteceria em aproximadamente 5 mil anos. 

No entender dos cientistas, o choque direto entre a estrela e a massa de partículas acontecerá 12.500 anos mais tarde. 

Betelgeuse é uma estrela do tipo supergigante vermelha. Tem cerca de mil vezes o tamanho do nosso Sol e é 100 mil vezes mais brilhante. Para atingir esse estágio, a estrela já derramou no espaço grande parte do seu material, criando um enorme arco ao seu redor. É esse arco que deverá ser o primeiro a se chocar contra a muralha. 

Os astrônomos preveem que Betelgeuse deverá passar por uma explosão do tipo supernova nos próximos 1000 anos, quando deverá brilhar pelo menos 10 mil vezes mais, com magnitude equivalente ao da Lua crescente. Outros astrônomos dizem que isso não deverá acontecer tão cedo. 

Em ambos os casos, parece que a explosão cataclísmica de Betelgeuse acontecerá bem antes da colisão prevista. Sendo assim, se prepare. Quem viver verá! "

Fonte: 
http://www.apolo11.com/spacenews.php?titulo=Estrela_Betelgeuse_pode_colidir_com_gigantesca_muralha_cosmica&posic=dat_20130123-103548.inc

Um comentário:

  1. Olha os raios gama aí gente!

    Valeu Simone!

    Beijos!

    Anthonio e Thaís

    ResponderExcluir